Chegou no Netflix a série Girlboss, baseada bem livremente no livro homônimo de Sophia Amoruso. Sophia é criadora da loja Nasty Gal e no livro ela conta como foi de não ter dinheiro pra pagar as contas até virar uma multimilionária digital. A série – uma versão bem mais jovem dessa história – mostra como Sophia teve uma boa idéia ao resolver vender roupas usadas no Ebay e como virou sucesso rapidamente ao mudar a maneira de produzir e fotografar os looks. Fui cliente da Sophia no comecinho lá no Ebay e acompanhei toda a trajetória da Nasty Gal quando virou e-commerce próprio. No video conto um pouco sobretudo tudo isso e como um olhar diferente pode nos dar idéias ótimas para novas maneiras de usar roupas. Além de mim também tem conteúdo produzido pele Bruna Vieira, pela Karol Pinheiro e pela Ju Romano sobre a série. Para ver tudo é só ir na página especial que o Netflix criou no Enjoei. Corre na galeria de imagens pra ver os looks que criei inspirados na série e ver as dicas de como misturar peças!
[tpgallery id=16512]


8 Comentários

  1. Primeiramente, passa essa camiseta do Journey pra cá!! rsrsr
    E Julia, quais são as logas do Ebay que você mais gosta? Bjs

  2. Viviane Manzo

    Júlia, eu realmente preciso te dizer isso. Vc é linda, maravilhosa! Vc é a estrela do Petiscos. Seus vídeos são maravilhosos e inspiradores. Sinto muita falta dos Manuais, vc é radiante!!! Vc me inspira! Tenho depressão e já te contei isso, e de certa forma seus vídeos levantam meu astral. Quantas vezes já aconteceu, de estar de cama, sem banho, e depois de assistir um Manual, levantar e tomar um banho, e fazer uma make e colocar uma roupa bonita. Vc me ajuda!!! Eu te admiro por sua beleza, por sua inteligencia, por seu senso de humor, por ser espontânea e estabanada … como eu amo isso em vc Julia Petit. Por favor, não suma! Vc faz um bem danado e nem faz idéia da proporção de alegria que propaga!!!
    Vc é encantadora Dona Petit! Não suma da minha vida…❤ um grande beijo de uma grande fã..Viví

  3. Julia, você é um bafo. A Sophia pode ser outro. Mas essa série precisa MESMO de muita publicidade, porque olha… Parece série pra adolescente de 15 anos.