Numa das muitas vezes que perguntei ultimamente “cadê o povo na rua?” no Twitter estes dias veio aquela resposta de alguém, também típica, “estão com vergonha de sair de casa”. Imagino que sim. Tem os com vergonha de ter votado na chapa vigente, tem os com vergonha de ter que se mexer pra tirar a chapa, tem os com vergonha de respirar o mesmo ar dos políticos brasileiros. tem os com vergonha dos amigos se matando de brigar em nome de bandido, tem os com vergonha dos amigos intelectuais que se metem numa narrativa rocambolesca pra proteger seus ídolos da política, tem os que tem vergonha das matérias compradas que aparecem na imprensa tentando justificar o injustificável, tem os com vergonha porque são tímidos mesmo e não gostam de sair na rua e por aí vai. A verdade é que todo mundo erra e se alguém não estiver com vergonha do que está acontecendo no país provavelmente precisa aprender a se responsabilizar pelas próprias ações e pelo coletivo. Mas tem aqueles que usam o dedinho pra apontar pra qualquer lado que não seja o seu, pra manter as pessoas intimidadas em casa, porque vai que seu bandido de estimação acaba indo pra cadeia, né? Tem uns que não saem na rua se tiver gente de amarelo, tem aqueles que não saem na rua se tiver gente de vermelho (me incluo nos dois grupos e sinceramente preferia quando tinha gente de roupa normal na rua). Mas não tá dando mais pra escolher dress code de protesto. O rame rame diário dos lados se acusando tem cara, corpo e voz de defesa de criminoso. Aiiin mas vai piorar… Vai. Vai piorar muito antes de melhorar e não dá pra construir uma casa nova sem pelo menos demolir uma boa parte da velha. Passou da hora de sair na rua porque não aguento mais ficar em casa vendo cara de ladrão na tv e na internet. Não me importo quem vai estar lá e vou la fazer um volume porque político tem horror de povo. De gente na rua então, já viu. E se quiser acreditar ou inventar mil desculpas pra não sair de casa também tá liberado. ?
*vou fechar os comentários deste post porque gostaria que as pessoas discutissem este tipo de assunto pessoalmente, na rua. ❤️
Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

Os comentários estão desativados.